A Movida (MOVI3) publicou ao mercado o resultado operacional referente ao acumulado em 2018, com lucro líquido de R$ 159,8 milhões, crescimento de 143,2% em relação a 2017 e montante recorde na história da companhia.

Valter Outeiro da Silveira

27/02/2019

O Ebitda consolidado da Movida foi o maior de toda trajetória da empresa, somando totalizando R$ 481,7 milhões no decorrer do último ano, o que equivale a uma forte expansão de 47,6% na comparação com o visto em 2017.

“Provamos nossa capacidade de turnaround e somos hoje uma empresa mais madura, pronta para um novo ciclo de crescimento e com reforço de estrutura, processos e controles”, afirma o CEO Renato Horta Franklin.

Para 2019, a companhia projeta – segundo palavra de seu principal executivo – continuidade de fundamentos sólidos, com otimização do cilco completo do carro. Cabe destacar que a companhia alcançou a lista “The 2018 BCG Local Dynamos”, da consultoria BCG (Boston Consulting Group), prêmio concedido para empresas de alto desempenho nos mercados emergentes.