Banco estima um impacto de R$ 260 milhões em despesas com o programa e economia anual de R$ 490 milhões a partir de 2020.

Por G1

20/08/2019

O Banco do Brasil informou nesta terça-feira (20) que o plano de desligamento incentivado anunciado em julho teve adesão de 2.367 funcionários.

“Foram finalizadas as etapas de manifestação de interesse e de validação dos desligamentos no âmbito do Programa de Adequação de Quadros (PAQ) com a validação de desligamento de 2.367 funcionários”, informou o BB em comunicado.

Segundo o banco, o programa visa promover uma adequação nos quadros de funcionários, além de “regularizar vagas e excessos em dependências e praças. otimizando a distribuição da força de trabalho nas unidades do BB”.

O banco estima um impacto de R$ 260 milhões em despesas com a operação de adequação e economia anual de R$ 490 milhões a partir de 2020.

Em 2018, o banco já havia reduzido em 2.195 o número de funcionários através desse tipo de mecanismo. No final do 1º trimestre, o quadro da estatal era de cerca de 100.706 trabalhadores ante 101.108 no final de 2018, segundo dados do Ministério da Economia. Em 2012, chegou a 118.450.