O Ibovespa fechou em queda na última sexta-feira de janeiro (31/01) e terminou o mês com uma retração de 1,63%, o primeiro mês negativo após quatro altas e a maior baixa mensal desde fevereiro de 2019, quando o índice registrou perdas de 1,86%. Foi também a maior queda do Ibovespa para um mês de janeiro desde 2016, quando o benchmark caiu 6,79%.

Já o dólar subiu 6,8% no período, registrando sua maior alta para um mês de janeiro em 10 anos. Foi também a maior alta mensal desde agosto de 2019, quando a moeda dos Estados Unidos teve alta de 8,76%.

Apesar da recuperação das bolsas na véspera após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar o coronavírus uma emergência global, os investidores permanecem preocupados com a reabertura das bolsas chinesas na segunda-feira (03/02).

Os mercados da China estiveram fechados por toda a semana passada por conta do surto de coronavírus, de modo que todo o impacto sofrido nas bolsas mundiais nos últimos dias pode ser sentido de uma vez só na bolsa de Xangai após o fim de semana.

O primeiro mês do ano de 2020, bem como para todo o mercado, também foi negativo para as cotas do Fundo de Investimentos em Ações Amaril Franklin. Com 2,12% de desvalorização em sua carteira, o resultado apresentado pelo Fundo foi um reflexo de todos os acontecimentos  desafiadores no período.

Conheça os nossos produtos!