O Ibovespa encerrou o último pregão de Abril (30/04), com queda de mais de 3%, mas não evitou que o índice encerrasse abril com ganhos de 10,25%, com os investidores repercutindo positivamente as expectativas de reabertura de grandes economias após duras medidas de isolamento social por conta da pandemia de coronavírus e com esperanças de avanço no tratamento da Covid-19.

Com isso, a bolsa brasileira registrou seu melhor mês desde janeiro de 2019, quando registrou ganhos de 10,82%, ao passo que foi o melhor abril do Ibovespa desde 2009, quando avançou 15,55%, segundo dados da consultoria Economatica. Apesar da forte valorização em abril, o índice ainda acumula perdas de 30% em 2020.

Após o pânico dos mercados em março, abril foi marcado por um início de recuperação, conforme os investidores avaliaram os impactos do surto do coronavírus e algumas regiões esboçam ter deixado o pior para trás.

No Brasil, porém, o clima político ameaçou pesar sobre o bom humor, apesar de não ter apagado os fortes ganhos do mês. Em especial, o Ibovespa sofreu com a demissão do ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta, mas em especial da saída na semana passada de Sergio Moro do Ministério da Justiça.

Na ocasião, a bolsa caiu mais de 5%, com investidores temerosos que o próximo a sair poderia ser Paulo Guedes – o que foi tranquilizado nos últimos dias -, mas também por conta das denúncias feitas por Moro de uma tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

Com todos estes e outros fatos e acontecimentos, ocorridos no mês de Abril que estimularam o ânimo dos investidores no período, o Fundo de Investimentos em Ações Amaril Franklin, obteve resultado positivo, foram 9,19% de valorização em suas cotas no mês anterior, acompanhando o desempenho do mercado em Abril.

Conheça os nossos produtos!

× Como posso te ajudar?