Por Vitória Fernandes

29/06/2020

As alocações em ações no Brasil encerraram maio com alta de 0,15 pontos percentuais passando para 5,32%, o que deixa o país 0,27% acima do benchmark, que no caso é o MSCI Brazil, de acordo com o documento enviado ao mercado pelo Santander.

A análise avaliou que alocação de fundos ativos em mercado emergentes (GEM) na América Latina aumentou ligeiramente para 8,7% em maio, ficando 0,63% acima do benchmark.

“Apesar de uma pequena recuperação, essa ainda está entre as alocações mais baixas de investidores na América Latina, que se deterioraram 4,30 p.p. em relação ao ano anterior”, informou o banco.

No México, a alocação absoluta passou para 2,04% no período, enquanto a Argentina ficou em 0,49% no mês, alta de 0,05 pontos percentuais.

Outros países da América Latina tiveram mudanças de alocação quase nulas em maio.

Conheça os nossos produtos!