O Ibovespa fechou em queda na última segunda-feira de Agosto (31/08) e encerrou o mês com perda acumulada de 3,44%. Configurando-se assim, a primeira desvalorização mensal do índice desde março, interrompendo a sequência da retomada após o ápice da queda do mercado pela COVID-19.

Lá fora, contudo, o mês foi de alta para as bolsas americanas. Apesar das leves baixas registradas no último pregão, os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram 7,57%, 7,00% e 9,58%, respectivamente, em agosto. Foi o melhor desempenho do Dow Jones para o mês desde 1984 e a melhor performance do S&P 500 em um agosto desde 1986.

Analistas ouvidos pela CNBC atribuíram esse desempenho tão forte às contínuas sinalizações de membros do Federal Reserve no sentido da manutenção das taxas de juros dos Estados Unidos em patamares próximos de zero.

Entretanto, o Brasil acabou passando longe deste grande otimismo nos mercados internacionais, o mês teve um noticiário atribulado na frente fiscal, o que implicou em bastante incerteza.

O Fundo de Investimentos em Ações Amaril Franklin seguiu o mesmo caminho do Ibovespa, ele entrega a seus cotistas, desvalorização bem inferior ao índice, de apenas 0,69% no período. Assim como o mercado, a desvalorização ocorreu por conta principalmente de turbulências no meio político brasileiro e suas consequências no campo econômico e fiscal.

Evolução da Rentabilidade da Carteira Fundo de Ações Amaril Franklin

Conheça os nossos produtos!