O dólar superou os R$ 5,80 no mercado à vista há pouco, com máxima em R$ 5,8030 (alta de 1,07%). O dólar para abril teve máxima em R$ 5,8025 (avanço de 0,76%).

Jefferson Rugik, atribui a alta ao fortalecimento do dólar lá fora, principalmente em relação a divisas emergentes e ligadas às commodities, mas há também um viés de proteção em função das “pedaladas” no Orçamento de 2021, que devem extrapolar o teto de gastos do governo federal.

Além disso, ele confirma que a liquidez está reduzida, porque importantes empresas aderiram aos feriados antecipados em São Paulo e em várias cidade do estado e do país, visando tentar conter a pandemia de covid-19.

Para Rugik, a pressão de senadores e deputados, empresários, banqueiros e várias entidades da sociedade civil sobre o presidente Jair Bolsonaro pedindo a demissão dos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do Meio Ambiente, Ricardo Salles, eleva o desconforto com a cena política, além das manobras no Orçamento de 2021, que ameaçam o teto de gastos.

Conheça os nossos produtos!

× Como posso te ajudar?