Por Lara Rizério, InfoMoney

04/03/2020

A Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, emitiu um comunicado na noite de terça-feira (3) em que nega ter qualquer participação acionária na resseguradora IRB Brasil.

De acordo com a nota, a companhia nunca foi acionista e nem tem intenção de comprar ações da empresa brasileira.

“Foram publicadas recentemente matérias na imprensa brasileira de que a Berkshire Hathaway é uma acionista do IBR Brasil Re. Essas matérias são incorretas. A Berkshire Hathaway não é acionista do IRB atualmente, nunca foi acionista do IRB e não tem intenção de se tornar um acionista do IRB”, diz o comunicado.

A nota foi enviada após uma notícia do dia 27 de fevereiro, publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, afirmar que a companhia de Buffett teria triplicado sua posição na resseguradora. Na ocasião, os papéis do IRB chegaram a disparar 9%, encerrando aquele pregão com ganhos de 6,6%.

Logo após a Berkshire publicar sua nota, o IRB enviou um comunicado ao mercado em que afirma que verificou, em 27 de fevereiro, que a empresa de Buffett não detinha ações da companhia.

“Com relação ao questionamento acerca da participação acionária no IRB Brasil RE de empresas que integram o Grupo Berkshire Hathaway, informamos que fizemos uma análise criteriosa da base acionária da Companhia na posição de 27.02.2020 e verificamos que o referido grupo investidor não é acionista que detenha percentual mínimo de 5% das ações da Companhia”, diz o comunicado. Além disso, o IRB ressaltou que “nunca afirmou que tal grupo fosse seu acionista”.

Além disso, o IRB ressaltou que “nunca afirmou que tal grupo fosse seu acionista”. Vale lembrar que, há cerca de um mês, a gestora Squadra publicou duas cartas questionando as práticas contábeis realizadas pela resseguradora.

Conheça os nossos produtos!